Inglês

Trump Campaign Disputes Georgia Hand Count Audit BY TOM OZIMEK November 20, 2020 Updated: November 20, 2020 Georgia has finished its statewide risk-limiting audit of the razor-thin presidential race, involving a hand recount that the Secretary of State’s Office said “upheld and reaffirmed the original outcome produced by the machine tally of votes cast,” with the Trump campaign disputing the result. “The audit confirmed the original result of the election, namely that Joe Biden won the Presidential Contest in the State of Georgia,” the risk-limiting audit report states (doc). It shows Democratic presidential nominee Joe Biden with 2,475,141 votes and President Donald Trump with 2,462,857, a margin of 12,284 votes, eroding Biden’s pre-audit lead by 496 votes. “Georgia’s historic first statewide audit reaffirmed that the state’s new secure paper ballot voting system accurately counted and reported results,” Georgia’s Secretary of State Brad Raffensperger said in a statement. The Trump campaign dismissed the report, arguing that the hand recount did not include a signature matching process and so “simply recounted all of its illegal ballots.” “We continue to demand that Georgia conduct an honest recount, which includes signature matching. We intend to pursue all legal options to ensure that only legal ballots are counted,” said Jenna Ellis, senior legal advisor to the Trump campaign, in a statement. “Headlines are already falsely reporting that Joe Biden is declared the winner in Georgia. Sorry, media, that’s not how it works,” Ellis added, and urged the state not to certify the results. Biden’s campaign hailed the audit results, with Jaclyn Rothenberg, Georgia communications director for the campaign, saying “the recount process simply reaffirmed what we already knew: Georgia voters selected Joe Biden to be their next president.” “We are grateful to the election officials, volunteers and workers for working overtime and under unprecedented circumstances to complete this recount as the utmost form of public service,” she added. The audit process also led to counties catching mistakes made in original counts, which Raffensperger’s office said occurred due to counties not uploading all memory cards. “Those counties uploaded the memory cards and re-certified their results, leading to increased accuracy in the results the state will certify,” Raffensperger’s office said. A county-level report (pdf) showed that a total of 5,262 uncounted ballots were discovered in the course of the audit, with 2,464 in Floyd County, 1,642 in Gwinnett County, 732 in Dekalb County, 634 in Fulton County, 120 in Hall County, and 117 in Fayette County, along with a handful of others at less than 100 ballots. The additional ballots in Floyd County favored Biden by 92, those in Gwinnett favored Trump by 285, those in Dekalb favored Biden by 560, and Fulton County favored Trump by 345. Since the margin between the candidates remains less than 0.5 percentage points, the Trump campaign can request a recount after the results are certified, Raffensperger’s office said, noting that the recount would be conducted by rescanning all paper ballots. Meanwhile, the Floyd County Board of Elections voted on Thursday to terminate its executive director after officials found over 2,400 uncounted ballots in the county during the third day of a statewide audit. Floyd Chief of Elections Clerk Robert Brady was fired following a special meeting of the board on Thursday, Fox5 Atlanta reports, with the outlet citing officials as saying that Brady receiving multiple reprimands in the past six months weighed on the dismissal. “It really is a matter of human error not of some big fraud or conspiracy and people make mistakes, but unfortunately I think this one falls at the feet of our elections director who I’ve been critical of this entire elections cycle,” said Rome City Commissioner, Wendy Davis, in remarks to Fox5 Atlanta. Raffensperger earlier called for Brady’s resignation after officials found the uncounted ballots on Nov. 15.

Português

Trump Campaign Disputas Georgia Hand Count Audit POR TOM OZIMEK 20 de novembro de 2020 Atualizado: 20 de novembro de 2020 A Geórgia concluiu sua auditoria de limitação de risco em todo o estado da corrida presidencial frágil, envolvendo uma recontagem manual que o Gabinete do Secretário de Estado disse que "confirmou e reafirmou o resultado original produzido pela contagem automática de votos lançados", com a campanha de Trump contestando o resultado. “A auditoria confirmou o resultado original da eleição, ou seja, que Joe Biden ganhou o Concurso Presidencial no Estado da Geórgia”, afirma o relatório de auditoria de limitação de risco (doc). Mostra o candidato democrata à presidência Joe Biden com 2.475.141 votos e o presidente Donald Trump com 2.462.857, uma margem de 12.284 votos, erodindo a liderança pré-auditoria de Biden em 496 votos. “A histórica primeira auditoria estadual da Geórgia reafirmou que o novo sistema de votação por cédula de papel segura do estado contava e relatava os resultados com precisão”, disse o secretário de Estado da Geórgia, Brad Raffensperger, em um comunicado. A campanha de Trump rejeitou o relatório, argumentando que a recontagem manual não incluiu um processo de correspondência de assinaturas e, portanto, "simplesmente recontou todas as cédulas ilegais". “Continuamos a exigir que a Geórgia faça uma recontagem honesta, que inclui a correspondência de assinaturas.Pretendemos buscar todas as opções legais para garantir que apenas as cédulas legais sejam contadas ”, disse Jenna Ellis, assessora jurídica sênior da campanha de Trump, em um comunicado. “As manchetes já estão relatando falsamente que Joe Biden foi declarado o vencedor na Geórgia. Desculpe, mídia, não é assim que funciona ”, acrescentou Ellis, e instou o estado a não certificar os resultados. A campanha de Biden saudou os resultados da auditoria, com Jaclyn Rothenberg, diretora de comunicações da Geórgia para a campanha, dizendo "o processo de recontagem simplesmente reafirmou o que já sabíamos: os eleitores da Geórgia escolheram Joe Biden para ser seu próximo presidente". “Agradecemos aos funcionários eleitorais, voluntários e trabalhadores por trabalharem horas extras e sob circunstâncias sem precedentes para completar esta recontagem como a melhor forma de serviço público”, acrescentou ela. O processo de auditoria também levou os condados a detectar erros cometidos nas contagens originais, que o escritório de Raffensperger disse ter ocorrido devido aos condados não enviarem todos os cartões de memória. “Esses condados carregaram os cartões de memória e recertificaram seus resultados, levando a uma maior precisão nos resultados que o estado irá certificar”, disse o escritório de Raffensperger.Um relatório em nível de condado (pdf) mostrou que um total de 5.262 cédulas não contadas foram descobertas no decorrer da auditoria, com 2.464 em Floyd County, 1.642 em Gwinnett County, 732 em Dekalb County, 634 em Fulton County, 120 em Hall County , e 117 no condado de Fayette, junto com um punhado de outros em menos de 100 votos. As cédulas adicionais no condado de Floyd favoreceram Biden em 92, as de Gwinnett favoreceram Trump em 285, as de Dekalb favoreceram Biden em 560 e o condado de Fulton favoreceu Trump em 345. Como a margem entre os candidatos permanece inferior a 0,5 ponto percentual, o Trump A campanha pode solicitar uma recontagem depois que os resultados forem certificados, disse o escritório de Raffensperger, observando que a recontagem seria realizada por meio da nova varredura de todas as cédulas de papel. Enquanto isso, o Conselho Eleitoral do Condado de Floyd votou na quinta-feira para demitir seu diretor executivo depois que funcionários encontraram mais de 2.400 cédulas não contadas no condado durante o terceiro dia de uma auditoria estadual. O secretário-chefe das eleições do Floyd, Robert Brady, foi demitido após uma reunião especial do conselho na quinta-feira, relata o Fox5 Atlanta, com a agência citando funcionários que disseram que Brady recebeu várias reprimendas nos últimos seis meses pesou na demissão.“É realmente uma questão de erro humano, não de alguma grande fraude ou conspiração e as pessoas cometem erros, mas infelizmente acho que isso cai nos pés do nosso diretor eleitoral, que tenho criticado em todo o ciclo eleitoral”, disse Roma Comissária da cidade, Wendy Davis, em comentários para Fox5 Atlanta. Raffensperger anteriormente pediu a renúncia de Brady depois que os oficiais encontraram as cédulas não contadas em 15 de novembro.

Termos de Utilização

Todas as traduções feitas são armazenadas no banco de dados. Os dados salvos são publicados no site de forma aberta e anônima. Por este motivo, lembramos que suas informações e dados pessoais não devem ser incluídos nas traduções que você fará. O conteúdo criado a partir de traduções de usuários pode incluir gírias, blasfêmias, sexualidade e elementos semelhantes. Recomendamos não usar nosso site em situações desconfortáveis, pois as traduções criadas podem não ser adequadas para pessoas de todas as idades e locais de interesse. Se, no contexto da tradução dos nossos usuários, houver insultos à personalidade e / ou aos direitos autorais, etc. você pode nos contatar por e-mail, →"Contato"


Política de Privacidade

Terceiros, incluindo o Google, usam cookies para veicular anúncios com base em visitas anteriores do usuário ao seu website ou a outros websites. Com o uso de cookies de publicidade, o Google e os parceiros dele podem veicular anúncios para os usuários com base nas visitas feitas aos seus sites e/ou a outros sites na Internet. Os usuários podem desativar a publicidade personalizada acessando as Configurações de anúncios. Como alternativa, você pode orientar os usuários a acessar o site www.aboutads.info para desativar o uso de cookies de publicidade personalizada de terceiros.